quinta-feira, 14 de abril de 2016

JOGANDO XADREZ COM OS ANJOS



         


     Jogando xadrez com os Anjos, primeiro livro que li na vida, foi com ele que descobri como é bom mergulhar na imaginação de um bom livro. Esse livro relata a história de uma menina de 8 anos chamada Anny, que morava em uma linda mansão com seus pais na Europa, tinha tudo de bom e do melhor, seu lugar preferido era seu quarto de brinquedos, onde se mergulhava na imaginação. Mesmo que seus pais não pudessem dar toda a atenção que Anny queria por conta do trabalho, ela era uma menina feliz e se achava muito sortuda por tudo que tinha, porém, sua vida foi virada de ponta a cabeça quando foi obrigada a morar com sua babá por conta que seus pais tiveram que ir embora para outro lugar a trabalho e só vinham visitá-la uma vez por ano. Sendo maltratada por sua babá, que a obrigava a arrumar a casa e nunca deixava a menina sair de para brincar e nem mesmo falar sem permissão.

     Para que os dias passassem mais rápidos, Anny começa a arrumar o jardim da sua nova casa, e leva consigo seu tabuleiro de xadrez que seu pai lhe dera antes de ir embora, ia conhecer um novo amigo que lhe ajuda a encarar toda sua nova realidade, lhe contando brilhantes histórias sobre o jogo de xadrez, com o qual Anny tinha vários sonhos. Mesmo sem seus pais por perto, sem amigos e sendo maltratada, Anny mostrara neste romance delicado, envolvente e emocionante que a felicidade está presente em detalhes tão sutis que só mesmo um anjo seria capaz de revelar. (...)

Resenha da Marianna Sousa, da Edificações II

Nenhum comentário:

Postar um comentário